20070926

Tua Cordélia

TUA CORDÉLIA
Sou a tua Cordélia

Carolina cor-de-rosa
Aquela que ama e silencia.

Sou a tua Cordélia
Palidez comovente
Eloqüência que te reverencia.

Sou a tua Cordélia
Chama que jamais se apaga
E a ti, meu amigo,
te renova.

Sou a tua Cordélia
Aquela que, ao sol poente,
suspira em verso-prosa
E por ti, meu amigo,
te espera e se cala.

4 na trincheira.

La anarquia! disse...

Venha para mim, minha eterna Cordélia...
Desde de quando que eu te procuro???
Desde de todo o sempre!
Mil luas já se passaram...
Venha para mim minha Cordélia...
A estrada de repente escureceu, e não sei mais por onde te procurar...
Venha para mim minha eterna Cordélia, atenda meu canto-de-Amor e meus salmos de prece, que invocam agora tuas mãos para me conduzir pela estrada que se perdeu, pela estrada que escureceu.
Venha para mim minha Cordélia...
Cultivo um jardim de rosas que não tem espinhos pra te ofertar.
Venha para mim, minha amada Cordélia...
Cultivo um jardim tão lindo, rosas perfumadas pra te ofertar...

Feérica Fuzilêra disse...

Receba-me, Henry, com o mais lindo buquê de rosas...
E mostrarei a ti as sendas do Amor.
O Jardim Secreto.

Lírios, Rosas e Amor.

La anarquia! disse...

Já estou com as rosas mais puras em minhas mãos...
Aquelas que só o verdadeiro Amor é digno de receber!
Venha minha Cordélia,
Teu camponês cultivou as mais puras rosas, regadas a sangue e Amor,
Só pra ti minha noiva...

Feérica Fuzilêra disse...

Vem depressa pra mim!