20150608

Descartável ou Exclusivo?

Há uma sutil diferença entre "desistir" e "abrir mão" das coisas.

Essa diferença reside basicamente no seguinte: a primeira atitude realmente descartará algo das nossas vidas. Já a outra depende de certos fatores, como os limites psíquicos, por exemplo; assim, várias vezes, abrimos mão de algumas coisas com aquela imensa dor no coração, com aquela sensação de impotência diante daquela situação...! Isso é momentâneo, já que inconscientemente reservamos tais coisas a um lugarzinho especial da nossa existência: nossos sonhos.

E quem é que nunca perseguiu um velho sonho com medo de frustrar-se? Pois é! A gente pode apresentar essa sensação, que é muito natural! Só que os sonhos sempre existirão, de forma imanente, a não ser que desistamos (conscientemente) deles.

E uma coisa é certa: quem sonha é mais feliz. E os sonhos... Ah, esses aí nunca envelhecem!

3 na trincheira.

Rafael Basdoni disse...

Lindo isso Carol... Espero que nunca desista dos seus! :D

Rafael Basdoni disse...

Lindo isso Carol... Espero que nunca desista dos seus! :D

Feérica "Psychedella" Fuzilêra disse...

Jamais, Rafa! =]

Obrigada pelo apreço!

Beijos!