20151230

2016

2016 será o ano dos maratonistas.
Sim! Digo isto porque o ano que está prestes a nascer correrá tão rápido, que teremos que competir com ele.
Mas há o outro lado, sempre.
2016 logo se encontrará cansado - antes que cometamos crueldades e sorvamos cinzas.
Afinal de contas, será que 2016 conseguirá chegar à reta final, são e salvo, enquanto um bebê prematuro?

Pois bem... Desejo um feliz desaniversário a todos!

20151223

Dr. Apple


Creio que agora esteja explorando a vastidão do Universo, Júpiter Maçã!

Era tudo aquilo que gostaria de ver e sentir, não é? (A oitava efervescência, provavelmente.)

Descanse na plenitude de sua psicodelia. E, por favor, sempre nos envie um sinal intergalático!

20151103

"Ratos"

Surgem repentinamente e devoram tudo aquilo que já denominaram MEDO.

Anestesia geral, por favor...

20150926

Guará

Recentemente nos despedimos de um grande comunicador do nosso cotidiano radiofônico: Guará.

Ao longo de quarenta anos, tocando muita alegria ao alvorecer, Guará transmitiu sua sensibilidade através da música caipira de raiz. Isso, sem falar da sua seriedade por meio dos recados, da inigualável força ante as notas improvisadas e do seu calor humano. Era incrível!

Guará deixa um enorme hiato. Mas sua missão foi dignamente cumprida por aqui.

Vá com Deus, querido.

E não se esqueça de nos enviar um sinal faceiro pela estrada das sintonizações!

20150824

Loucura e Mediocridade

Sob o ponto de vista das pessoas "normais", indivíduos que permitem que suas faculdades mentais e emocionais fluam livremente são aqueles que se excluem da sociedade através de diversos meios esquivos.

Facilmente escrevem nas testas dos "diferentes" (do ponto de vista da "normalidade") a palavra LOUCURA. Apenas mais um estigma, o que sempre foi desprezível.

Mas esses tais medianos (ou melhor, medíocres) mal sabem o que significa isso.

O que é, afinal, a loucura? Um fenômeno natural que raras pessoas manifestam - assim demonstram corajosamente a sua capacidade de se libertar de suas zonas de conforto.

20150806

20150613

Breve Homenagem a Fernando Brant


Grande Fernando Brant...! Descanso e brado minhas lágrimas sobre as tuas inumeráveis e geniais obras, amigo!
(Mal consigo me expressar, tamanho o choque. O coração na garganta... Dói!)

Sabia que você sempre foi (e é) uma das minhas maiores influências artísticas e humanas, caríssimo? Sim, acredite!

Que Deus conforte a tua família! E vá com Ele, com esse Amor à Vida que você sempre demonstrou e cultivou livremente pelas tortuosas estradas... Voa, passarinho!


Gratidão e saudades eternas!


P.S.: 
Segundo Papai, que trabalhou com ele numa agência de publicidade entre os anos 1970/80, Fernando era um rapaz cheio de energia e simplicidade. Gente boa, de talento sem igual. =]

20150608

Descartável ou Exclusivo?

Há uma sutil diferença entre "desistir" e "abrir mão" das coisas.

Essa diferença reside basicamente no seguinte: a primeira atitude realmente descartará algo das nossas vidas. Já a outra depende de certos fatores, como os limites psíquicos, por exemplo; assim, várias vezes, abrimos mão de algumas coisas com aquela imensa dor no coração, com aquela sensação de impotência diante daquela situação...! Isso é momentâneo, já que inconscientemente reservamos tais coisas a um lugarzinho especial da nossa existência: nossos sonhos.

E quem é que nunca perseguiu um velho sonho com medo de frustrar-se? Pois é! A gente pode apresentar essa sensação, que é muito natural! Só que os sonhos sempre existirão, de forma imanente, a não ser que desistamos (conscientemente) deles.

E uma coisa é certa: quem sonha é mais feliz. E os sonhos... Ah, esses aí nunca envelhecem!

20150529

Preciosas Minúcias

Algo que adoro fazer é arrancar um sorriso sincero de alguém.

Cumprimento anônimos pelas ruas, brinco com criancinhas (elas gostam muito de mim, por sinal!), ofereço flores de hibisco (aqui há muitos arbustos dessas lindezas!)... E isso, meus caros, faz toda a diferença!

Sempre caminhando pela orla da Lagoa Boa Vista, seja qual for o meu destino, observo as minúcias dos semblantes das pessoas, principalmente de manhã cedinho.


A rotina permanece assim, há muitos, muitos anos: garis um tanto melancólicos(as), bêbados(as) errantes, idosos(as) carrancudos(as) e rabugentos(as), jovens perdidos(as) devido às drogas... A partir de então, tomei a minha posição e reagi.


Faz uns 5 anos que comecei a cumprimentar cada um que passasse por mim. E, claro, os garis, que muitas vezes permanecem por muito tempo no mesmo lugar! Vocês não imaginam como a expressão de surpresa e o sorriso surgiam! - Ao longo do tempo, nem era preciso abrir a boca para cumprimentá-los, já que rapidamente percebiam a minha presença! Como era bom...! Infelizmente, hoje não sei para qual lugar da cidade se mudaram.

No entanto, a maioria (traduzindo: a parcela medíocre da população da cidade) me encara com estranheza enquanto eu simplesmente desejo-lhes um ótimo dia!

Ah, sobre as flores! Ao perceber alguém triste se aproximando de mim, lhe ofereço o presente. Para as pessoas idosas também. Parece que acontece uma catarse dentro de seus corações! É tão belo, que me emociono.

Certo dia fui reconhecida pelas ruas, por uma senhora. Ela tinha recebido uma flor e um carinhoso abraço da Carolina, aqui. Eu a reconheci, também! Foi um momento mágico! Ela me agradeceu por aquele momento, dizendo que seu dia ficou mais colorido! Ambas nos emocionamos.

Pois bem! Façam a Vida acontecer a partir de HOJE! Porque as soluções e as ações residem no presente! E mais uma coisa... Sorrir com sinceridade, ouvir com atenção e gentilmente, oferecer uma flor, desejar um "Bom Dia", mudam o dia de uma pessoa! =]

20150526

Muito mais do que Homenagem: uma Declaração de Amor


Magnífico registro das Bodas de Prata dos meus avós! Foi no dia 26/02/1955. O mais interessante é que eu estava me lembrando deles, por esses dias. Que Deus os tenha!

Esse enlace entre Fernandino e Tinoco só poderia dar coisa boa!

Do Vovô "Sulico", respeitável alfaiate, tenho as belas lembranças dos meus três anos de idade – ele, sua paixão pela música erudita e o severo olhar que confrontava o seu "coração de manteiga". Sensibilíssimo! Nos deixou em 1985. Tinha um violino e gostava de "batucar" os dedos numa velha poltrona da sala diante de um disco de Verdi.

Vovó Noeme era uma excelente cozinheira (preparava deliciosos quitutes!), rigorosa e intensa em tudo aquilo que fazia. Muito carinhosa, acima de tudo! Sua voz era rouca e breve. Seu aroma lembrava aquele que as rosas ao relento exalam – era tão bom, que impregnava a casa! Deus tomou-a pelas mãos quando eu tinha dez anos.

Dos rapazinhos sentados, Papai é o terceiro da esquerda para a direita. De predominante alvura, "nem aí"! No dia 5 de Maio de 1955 completaria então nove anos de idade. Curiosidade, é que sua Primeira Comunhão coincidiu com os preparativos das Bodas de Prata! Ah... Para a frustração de Papai, não realizaram aquela clássica foto da criança ajoelhada com as mãos postas e a imagem de Jesus ao fundo. "Economizaram" fotografia (risos)! Outra coisa muito legal, é que ele já demonstrava uma exímia habilidade para o desenho. Professores das escolas e colégios onde estudou sempre lhe solicitavam ilustrações para exposições e apresentações de trabalhos. - Puxei muito a ele! Dou graças a Deus por tantos talentos herdados!

Tio Marcílio, o primeiro garoto sentado, era o "dedo-duro" e o desafiador dos irmãos. Mesmo assim sempre teve bom coração, apesar de parecer um tanto carrancudo e "brigão"! Atualmente é um empresário de sucesso. Inclusive, batizou o seu edifício comercial, no centro de Sete Lagoas/MG, com os nossos sobrenomes! Quanta honra!

Um fato marcante é que, quando o caçula Marcos (na foto, o garotinho de suspensórios) nasceu, Papai chamou-o de "Dida". Meus avós o advertiram com "Não, Maurício; é Marcos!" - e Papai logo retrucou: "Não! É Dida!" - E não é que o apelido "pegou"? Hoje, Tio Dida é um grande desportista!


Tio Márcio (o guri de pé) escreveu uma obra autobiográfica chamada "Parem o Mundo Que Eu Quero Descer" (2000), ilustrada pelo meu pai. Claro, amava o "Raulzito"! Papai já me relatou com lágrimas emocionadas várias proezas de ambos até a juventude. Eram muito ligados e próximos.

E o pequeno Murilo (o segundo garoto, sentado), que se foi muito cedo, é um anjo! Ah... E Tio Márcio, "namorado da bailarina" (risos), Deus também está cuidando bem de ti, padrinho! Está feliz com o Murilo? Cuidando bem do pequeno, do Vovô e da Vovó? Espero que sim!

As Tias (exceto a dulcíssima Ninice - já havia escrito algo breve sobre ela, outrora!) cantam no grandioso Coral Santa Cecília. Gargantas de Diamante! Algumas delas também exercem seus talentos na pintura.

E cá estou a demonstrar às novas gerações dessa família "com Arte na veia" quem realmente somos. Para que saibamos como cultivar a plantinha, é preciso que conheçamos as suas origens! Assim, as mais belas flores e os mais saborosos frutos despontarão com naturalidade. E ótimas sementes virão!

Afinal, quem desconhece o próprio passado é incapaz de construir um futuro digno.


[Da direita para a esquerda, formando uma elipse: Vovô "Sulico" Juscelino, Vovó "Nema" Noeme, Tia "Ninia" Maria da Conceição, Tia "Maú" Maria Lúcia, Tia "Lelena" Maria Helena, Tia "Ninice" Maria Eunice, Tio Márcio, Tio Marcílio, o Anjinho Murilo, Maurício (Papai) e Tio "Dida" Marcos.]


Créditos da imagem: Acervo Dalton Andrade.

20150511

Psicologia da Ciência da Computação

Se alguém lhe trata como um zero à esquerda, não se anule! Surpreenda esse(a) macambúzio(a) com os códigos binários (os quais são formados por zeros e uns). Um dígito "canhoto" de valor zero pode fazer toda a diferença para que o número representado aumente.
Para ser mais didático(a), apresente o sistema de 4 dígitos.
Depois, mostre outros sistemas.

Isso é que é ser sutil e inteligente! =]

Aos Educadores do Brasil

É nossa missão encarar todo e qualquer tipo de chão. De pés descalços.

20150302

Mostre o dedo lá!

As redes sociais, para a maioria de seus usuários, funcionam basicamente como um pacto de "troca de favores" bem conjugado: eu te curto, tu me curtes.

ARGH!

20150223

2015: O ano das VACAS MAGRAS


Óbvio que não foi "premonição"! O bujão de gás teve, sim, que se manifestar devidamente PeTralhado em algum momento!

[Oremos pela sua saúde.]

20150101

=pTralhas

Bujão de gás vazzZZZzZziiiiooOoooOoOooo...

20141224

"Hymn For My Soul"


Joe Cocker, meu velho e querido amigo...
Descanse na mais plena paz, mestre!


Detalhe: Quem é que nunca ouviu esta versão da canção dos Beatles? Joe Cocker imortalizou-a com sua voz rasgada e com sua intensidade enquanto sentia o fluir da sonoridade - e foram estas algumas das características que o tornaram aclamado como um artista sensível e grandioso.

20141130

Chespirito


Descanse em paz, queridíssimo Roberto Bolaños.

Sem dúvida você sempre será lembrado como um extraordinário anti-herói!
Traspassou e conquistou gerações de maneira incólume e digna!



Muito obrigada por tudo, meu caro! De coração!

20141120

Brasileiras e Brasileiros!

Entre o reconhecimento do cidadão brasileiro com relação às questões a serem refletidas e a sua própria hombridade, há um fator primordial a ser trabalhado: o seu CARÁTER.